A fuga

Depois de eu ficar assustado com o sonambulismo do Cauê, chegou a vez de o João Guilherme dar o troco. A diferença é que ele estava bem acordado quando aprontou uma traquinagem que deixou os pais do amigo apavorados, e com razão.

João foi passar um fim de semana na casa do Cauê. No sábado à noite, depois de terem brincado bastante, Cauê, o pai dele, Thiago, e João estavam no sofá vendo televisão, esperando o sono chegar – a mãe do Cauê já estava dormindo, no quarto. Cauê foi o primeiro a tombar, e o Thiago estava naquele embalo de quem está quase dormindo quando ouviu um barulho forte. Assustado, ele levantou, viu o filho mas não achou o João. Mais assustado ainda, ele correu pela casa chamando por ele e nada, até que reparou na porta da sala entreaberta e gelou.

Ele saiu e encontrou João Guilherme no corredor, vestido, calçado e com a mochila nas costas, parado com cara de choro, sem saber o que fazer. Na dúvida se JG estava dormindo ou acordado, ele chegou mais perto e perguntou baixinho o que estava acontecendo. Choramingando, João Guilherme respondeu que queria ir para a casa da avó.

O Thiago levou João para dentro e conseguiu fazê-lo dormir, e na manhã seguinte nos ligou para contar o que aconteceu. Quando nós perguntamos a JG como ele pretendia ir até lá, ele respondeu com a maior naturalidade que pegaria um táxi na rua e pediria ao motorista para levá-lo até a casa da avó, que pagaria a corrida quando ele chegasse. Moleza.

Nem vou entrar na discussão sobre ele ainda estar muito novo para aprontar uma dessas (eu acho que está, mas essas crianças estão cada vez mais precoces), o que me deixou impressionado mesmo foi o seguinte: já que ele se vestiu, calçou os tênis (mas não amarrou os cadarços) e arrumou a mochila sozinho, sem a ajuda de ninguém, para fugir de casa, por que ele não faz a mesma coisa quando eu e a Fê pedimos?

Moleque…

2 comentários sobre “A fuga

  1. JG querendo ir embora parece eu quando era pequena.Pelo menos ele é tranquilo pra dormir na casa dos amigos,já eu…kkkkk

    Depois dessa eu não tenho mais certeza de ele ser tranquilo pra dormir na casa dos amigos não…

  2. Acho que meu único caso de sonambulismo percebido foi uma vez que eu errei a porta do banheiro e acertei a porta da cozinha de madrugada. Fiz xixi no chão da cozinha, ao invés de acertar o vaso sanitário. Mas tenho um primo que já foi resgatado na porta do elevador, com travesseiro debaixo do braço, dizendo que precisava descer para consertar um problema no som da festa que “estava rolando no play”.

    Hahahahaha

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s