Bobeatus FM Carnaval 2015

Para encerrar o mês dedicado à União da Ilha, a cereja do sundae: o apoteótico “Festa Profana”, de 1989, composto por J. Brito e Bujão e interpretada por Quinho, para mim “O” intérprete da União da Ilha por causa deste mesmo samba enredo.

A apresentação da Ilha foi a melhor daquele que foi o melhor desfile de todos os tempos, embora a escola tenha ficado em terceiro lugar naquele ano (atribui-se a perda do título a uma falha nas fantasias, porque a bateria desfilou sem chapéus), atrás do fabuloso “Liberdade, Liberdade, Abre as Asas Sobre Nós”, da Imperatriz Leopoldinense, e do épico “Ratos e Urubus, Larguem Minha Fantasia”, a obra prima de Joãosinho Trinta para a Beija Flor de Nilópolis. Os desfiles naquele ano foram tão bons que nem dá para reclamar mas o resultado mais justo, para mim, seria um empate triplo. Arrepia, Ilha!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s