Dia 11: tudo bem quando acaba bem

O décimo primeiro dia da Copa, no qual alcançamos a metade dos 64 jogos da competição, começou mal, bem mal com a vitória da Bélgica sobre a Rússia por 1 a 0 em um jogo lamentável, daqueles que dão raiva de ver. Quero saber quem foi o marqueteiro que inventou a seleção belga, essa enganação que recebeu a alcunha de “Sensação da Europa” mas que, sob um olhar não muito crítico, mostra ser limitada e nada mais do que esforçada. É uma seleção trivial que, mesmo assim, conseguiu hoje sua classificação para as oitavas de final, embora o time não valorize em nada a competição. Sua presença na Copa só se justifica por causa do sistema de cotas implementado com a presença de 32 seleções.

Superada minha irritação com o péssimo primeiro jogo do dia, fui surpreendido pela divertida partida entre Argélia e Coreia do Sul, não pelo futebol apresentado, que foi fraco (às vezes parecia futebol de criança), mas pelos seis gols marcados, que sempre garantem a alegria de quem assiste. A Argélia se recuperou da derrota sofrida para a Bélgica na estreia, e manteve vivas suas chances de classificação, mas isso não quer dizer muita coisa. Por mim, o grupo H não faz nenhuma diferença nesta Copa.

Aí veio o melhor jogo da noite, o eletrizante empate entre Portugal e Estados Unidos, conseguido pelos patrícios nos estertores dos acréscimos, deixando os americanos, que haviam virado o jogo jogando muito melhor que os portugueses, com aquele gosto de cabo de guarda chuva.

Confesso que minhas emoções ficaram divididas neste jogo: se, por um lado, a ascendência portuguesa me fazia torcer por Portugal, por outro lado, sempre torci para o futebol se popularizar nos Estados Unidos, então torcia por um bom resultado dos americanos, não por simpatia à seleção ianque, mas pelo próprio futebol. No fim das contas, sob esses aspectos, acho que os dois lados ficaram satisfeitos.

Mas não dá pra negar que Portugal ainda decepciona. Apesar do resultado, não mostrou muita evolução em relação ao que jogou diante da Alemanha, apesar de ter marcado logo aos cinco minutos de jogo. Daí, mais na empolgação do que na técnica, tentou exercer uma pressão, mas suas limitações ficavam evidentes à medida que o tempo passava. Cristiano Ronaldo estava novamente apagado e disperso, o time não correspondia e ficava mais e mais nervoso porque notava que os Estados Unidos vinham melhorando na partida.

Aí os americanos empataram com um gol à la Messi, só que do lado esquerdo, e continuaram melhores até virarem em um cosplay de Renato Gaúcho na final do Estadual de 1995, com um gol de barriga. Portugal, que estava esgotado fisicamente desde antes do intervalo, parecia entregue e eliminado da Copa até que Cristiano Ronaldo acertou seu primeiro cruzamento em toda a competição, que virou o milagroso gol de empate. Pena que esse gol, ao que parece, só vai adiar o inevitável, que é a eliminação. Mas, do jeito que estão as coisas nessa Copa, vai que… né?

O dia começou mal, depois melhorou e acabou salvando a pátria de quem quer ver bons jogos. Os bons jogos acabaram prevalecendo e salvaram um dia condenado à mediocridade. Chegamos aos 32 jogos com 94 gols marcados e a bela média de 2,94 gols po jogo, que certamente seria melhor se não fosse por Bósnia-Herzegovina, Rússia, Nigéria, Japão, Coreia do Sul, Inglaterra, Grécia, Irã e Argentina. Foram sete viradas e, no geral, ótimos jogos, de alto nível. Já são seis classificadas para as oitavas de final – Argentina, Bélgica, Chile, Colômbia, Costa Rica e Holanda -, que significa que dez vagas ainda estão em jogo, e elas vão ser definidas a partir de amanhã. Prepare o seu coração!

Um comentário sobre “Dia 11: tudo bem quando acaba bem

  1. Sobre esse negócio da popularização do futebol nos EUA, fiquei pensando durante o jogo: e se esses caras aprendem e resolvem fazer no futebol o mesmo que fazem na natação, no basquete, no atletismo?…

    Eles já aprenderam, só falta disseminar. E se isso que você falou acontecer, o resto que se vire pra correr atrás. Quem ganha é o futebol.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s