Amigo de fé, irmão camarada

João Guilherme e Diego estavam brincando no quarto, alguma das muitas brincadeiras relacionadas a monstros assassinos destruidores de tudo e heróis machos pra caramba que mandam na zorra toda. Eu acompanhava tudo ao mesmo tempo em que via Argentina x Bósnia na tevê.

De repente, o Diego apareceu na sala com o meu álbum da Copa a tiracolo, sentou no sofá e começou a folheá-lo, tranquilamente. Me perguntou se eu já tinha completado o álbum, se eu tinha demorado para completar, se eu ainda tinha repetidas. Enquanto isso, João estava se esgoelando no quarto, tendo de se virar sozinho contra os inimigos da humanidade.

Depois de uns minutos em que a situação não se alterou – João brigando sozinho no quarto, bufando e gemendo, Diego vendo o álbum do meu lado no sofá da sala – eu resolvi perguntar:

– Diego, o João tá lá sozinho brigando com os monstros. Você não vai voltar pra ajudar?

Ele respondeu, com cara de enfado:

– Ah, deixa ele morrer.

É bom saber que podemos contar com os amigos nas horas difíceis.

2 comentários sobre “Amigo de fé, irmão camarada

  1. Por isso você não pode reclamar de mim nem do Betinho. Porque tem gente pior!😛

    Continuo reclamando do mesmo jeito. 😉

  2. Ainda bem que eles ressuscitam em no máximo 30 segundos!

    Verdade, isso é muito importante!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s